Exclusivo!

Poucas & Boas 2017.3

2020 já começou? Alguns políticos de Heliópolis precisam saber que 2020 só começa após 2018. Ou seja, os resultados de 2018 podem in...

Novidade

domingo, 11 de maio de 2014

Edmeia Torres é eleita para o STRH com 60% dos votos

Após resultado, Edmeia é abraçada pelos seus apoiadores
Depois de quase um ano de idas e vindas à Justiça, numa briga que parecia não ter fim, finalmente o Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Heliópolis elege, pela primeira vez, uma mulher para administrar o seu destino. Edmeia Cardoso Torres, esposa do fundador e ex-presidente do STRH – Joaquim Torres, venceu o pleito eleitoral neste sábado (10), com uma diferença de 233 votos. O vencido foi Juarez Carlos Oliveira, que lutava para emplacar um segundo mandato.
Momento da conclusão dos trabalhos
A eleição ocorreu durante todo o dia no Colégio Waldir Pires. Já por volta das oito da manhã chegavam os primeiros sindicalizados. Tudo ocorreu desta vez de forma tranquila. Todo o processo eleitoral foi comandado por advogados e técnicos da Fetag-BA – Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado da Bahia. A apuração começou por volta das dezoito horas. Presentes estavam, além dos candidatos, os advogados Dr. Joel José de Farias, Dra. Tereza Cristina, Dra. Thais Elislaglei Paixão, os membros da comissão eleitoral, além de Maria das Graças de Jesus Sobrinho (Maria do Beiju), o pessoal da Fetag-BA e os escrutinadores. 
Aguardando o resultado final
Edmeia Torres, da chapa 1, venceu em todas as oito urnas e o resultado foi o seguinte: Urna 1 - 73 a 36, Urna 2 – 82 a 39, Urna 3 – 89 a 64, Urna 4 – 73 a 49, Urna 5 – 68 a 38, Urna 6 – 66 a 40, Urna 7 – 67 a 42 e Urna 8 – 74 a 51. Total: Edmeia Torres – Chapa 1: 592 votos (60,78% dos votos apurados). Juarez Carlos – Chapa 2: 359 votos (36,85% dos votos apurados). Foram ainda registrados 12 votos em branco e 11 votos nulos. Também não foram apurados cerca de 78 votos em separado porque não constavam o nome do filiado e a justificativa do voto fora da lista. Isso ajudou a diminuir a ampla vitória de Edmeia, já que os votos eram esmagadoramente favoráveis à Chapa 1.
Sócios e apoiadores na espera
Fato é que tudo terminou como deveria, apesar dos entraves. Agora, Edmeia Torres e seus comandados têm uma grande missão pela frente: recuperar o terreno perdido pelo STRH ao longo destes últimos anos. Fala-se que mais de 2 mil trabalhadores abandonaram o sindicato. Os sócios hoje não chegam a 1.800 e pouco mais de 1.000 foram votar. Para reconquistar o espaço, a chapa vencedora terá muito trabalho pela frente até chegar ao ponto de colocar o STRH como, de fato, uma casa do trabalhador rural de Heliópolis. 
(Dê um clique nas fotos para ampliá-las)