Exclusivo!

Polícia Militar faz cerco a veículos irregulares

Sargento PM Cunha palestra no CEJDS (foto: Landisvalth Lima) O comandante do destacamento da Polícia Militar de Heliópolis, Sargento C...

Novidade

quarta-feira, 16 de abril de 2014

Em assembleia, servidores públicos decidem não entrar em greve

Entre as categorias, estão incluídos os professores estaduais e a polícia civil
Os servidores querem receber a URV (foto:FETRAB)
Na assembleia dos Servidores do Estado, realizada na manhã desta quarta-feira (16), foi definido que os funcionários não entrarão em greve. Entre os 25 sindicatos presentes, incluindo professores estaduais e a polícia civil, não houve aprovação de greve geral.
De acordo com Maria José, dirigente da Federação dos Trabalhadores Públicos do Estado da Bahia (FETRAB), as entidades filiadas optaram por outros tipos de movimento, não aceitando seguir a decisão conjunta inicial. "Por isso, a FETRAB não determinou greve", explicou a dirigente.
Segundo a vice coordenadora do Sindicato dos Trabalhadores em Educação (APLB), Marilene Betros, será feita uma plenária dos servidores públicos no dia 8 do próximo mês para definir novamente se haverá paralisação. "Nós vamos construir o debate entre as categorias e voltar dia 8. Vamos enviar ao governo cobranças como as perdas salariais dos servidores e a discussão da Unidade de Real Valor (URV)".
Reivindicações
As categorias não concordam com a aprovação do projeto de lei que define o reajuste dos funcionários do estado. Os servidores tiveram aumento de 2% em abril, retroativo a janeiro, e 3,91% em julho. Eles cobram, ainda, o pagamento da URV. Por conta da paralisação de hoje, os servidores públicos só voltarão ao trabalho após o feriado, na próxima terça-feira (22).
Informações do CORREIO.