Exclusivo!

Heliópolis: Populares reagem e bandido é morto em assalto a ônibus

Mais um assalto a ônibus acontece na zona rural de Heliópolis Mais um assalto a ônibus acontece em Heliópolis. Desta vez, o veículo ass...

Novidade

sábado, 9 de novembro de 2013

A obra inútil de 100 mil reais

                                                     Landisvalth Lima
Tudo voltou a estar como antes. (Fotos: Landis Filho)
Minha mãe dizia que se conhecia o prefeito de uma cidade pela limpeza de suas ruas e a qualidade de suas avenidas. Se isso for levado em conta, em Heliópolis, o prefeito Ildinho Fonseca já está reprovado. Estamos no iniciar do seu 11º mês de administração e a única obra feita pelo atual alcaide foi a recuperação do calçamento da parte urbana da BA 393, que na sede leva o nome de Avenida Helvécio Pereira de Santana. Também a via passa pelos povoados de Farmácia e Tijuco e, na passagem urbana dos povoados, o asfalto dá lugar ao calçamento. Hoje, em vários locais, não há mais calçamento. O custo desta recuperação inútil foi de mais de 100 mil reais.
Parece que a principal função da BA 393 é torrar recursos públicos. A obra realizada pelo Governo do Estado começou com um custo de poucos mais de 9 milhões e foi concluída com mais de 18 milhões. Aproveitando-se da falta de informação do povo, o prefeito anterior empenhou o calçamento da saída para Poço Verde como obra municipal, denúncia feita pela vereadora Ana Dalva, num custo que ultrapassou os 150 mil reais. Após a inauguração, o calçamento começou a afundar e a administração anterior fez várias intervenções a custos consideráveis. Agora, o prefeito eleito Ildinho Fonseca resolveu no início do mandato cuidar do problema de uma vez por todas e fez licitação para reparos no valor absurdo superior a 100 mil reais, para ficar tudo como antes.
A principal avenida da cidade continua deteriorada. (fotos: Landisvalth Lima)
Muitos podem até afirmar que 100 mil é pouca coisa, café pequeno. Mesmo que o problema tivesse sido resolvido, ainda o custo seria altíssimo. Como nada foi resolvido, 100 mil reais foram jogados fora. Essa quantia seria suficiente para terminar o calçamento da Isaías Ribeiro, comprar 04 veículos zero quilômetro para atender a comunidade, recuperar com sobra a Praça XV de Novembro ou fornecer fardamento escolar completo (com tênis) a mais de mil alunos. Pior é que está comprovado que, além da suspeita de superfaturamento, está comprovada a ineficiência da empresa na realização da obra. Para completar o drama, como é que a empresa é contratada e quem comanda a obra é um funcionário de CC da prefeitura? Lá no Tijuco, o cabeça da obra foi o ex-vereador Mundinho do Tijuco. Haja eficiência!
Mas temos que ser justos com Mundinho. Onde houve recuperação a obra está do mesmo jeito ou pior. Também não vamos culpar o secretário de obras, já que a empresa responsável fez o trabalho. A desgraça está nos objetivos. A obra foi feita para resolver os problemas do tráfego de carros ou do tráfico de propinas? Pelo jeito, a visão aguçada do atual prefeito de conseguir exatidão no peso dos garrotes não está servindo para fazer Heliópolis voltar a sorrir. Até a oposição, que estava numa trégua meio morna, já dá sinais de falta de paciência. Na última sessão da Câmara Municipal, Giomar e Mendonça começaram um revezamento na base do bate lá que eu bato cá. E já ameaçam armas mais pesadas. Nos bastidores chegam a dizer que a fé de Ana Dalva no prefeito não chega ao fim do ano.
Edmeia Torres animada
Com a abertura das inscrições para concorrer aos próximos quatro anos como presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Heliópolis, Edmeia Torres protocolou sua chapa para concorrer. Ela deve receber o nº 1. Até esta manhã, a outra concorrente inscrita era a liderada por Juarez Carlos, ex-presidente da STRH, que deverá ser a nº 2. O prazo de inscrição venceu hoje e mais uma chapa foi inscrita, a chapa 3, liderada por Mundinho do Tijuco, que disputava espaço com Marcinho. Logo após ser inscrita, a chapa sofreu sua primeira baixa com a renúncia de Marcinho. Este último, segundo afirmam, poderá apoiar a chapa nº 1. Dona Edmeia falou ao Landisvalth Blog que está muito confiante, que não tem medo da disputa e não tem dúvida da sua vitória. “Os problemas são os dirigentes que ficam atrapalhando e impedindo o povo de tomar a decisão.”, disse. Dona Edmeia se refere a um questionamento do advogado Joel sobre a idade de um membro da chapa, representante da juventude. Uma resolução nacional fala que a idade limite para participar é de 32 anos. Como a idade foi completada em maio, o advogado insiste em dizer que ela tem mais de 32 anos. É que ele deve ter sido estudante de uma faculdade diferente. Mesmo assim, a esposa de Joaquim Torres não se cansa e está na luta, como sempre fez em toda sua vida de trabalhadora.
Edmeia Torres na luta pelo STR de Heliópolis. (foto: Landisvalth Lima)
Merendeiras do estado em greve
Mais de 400 merendeiras que trabalham em escolas da Rede Estadual de Ensino em Salvador estão em greve por causa do atraso no pagamento dos salários. Por conta da falta de merenda, o horário das aulas foi reduzido, já que cerca de 1,1 mil alunos estão sem alimentação. Um dos casos registrados é o da Escola Nogueira Passos, no bairro da Pituba, em Salvador, onde estudam 800 jovens. A Secretaria Estadual de Educação não informou quantas unidades de ensino do Estado estão prejudicadas pela greve das merendeiras. Sobre o problema com a Líder, a pasta informou que deve cancelar o contrato e que todos os direitos das merendeiras vão ser cumpridos. Além disso, acrescenta que está garantida a permanência delas na nova empresa que vai ser contratada pelo governo da Bahia. Só que o problema é do governo e não da empresa. (Bahia Notícias).
Roubaram ônibus escolares
Vinte ônibus escolares foram furtados no pátio da Secretaria de Educação do Estado da Bahia no último dia 31 de outubro. Os criminosos levaram os tacógrafos dos veículos enquanto eles estavam estacionados no Centro Administrativo da Bahia (CAB). De acordo com informações da Secretaria de Educação, os aparelhos foram recolocados nos veículos antes desta quinta-feira (7), quando 79 ônibus - incluindo os roubados - foram entregues para prefeitos baianos. Os tacógrafos são usados nos veículos para monitorar a distância percorrida, a velocidade e o seu tempo de uso. A ocorrência sobre o furto dos equipamentos foi registrado na Delegacia de Crimes Econômicos e Contra a Administração Pública. O inquérito está sob a responsabilidade da delegada Maria Aparecida Guerra. (Correio)
Baianos ameaçados
Uma carta intitulada "aviso para os baianos" circula nas redes sociais na última semana em tom de ameaça aos baianos que moram em Brusque, em Santa Catarina. No documento, que não é assinado, os moradores ameaçam matar os migrantes que, de acordo com eles, "perturbam o sossego" da população local. A carta diz que Brusque foi invadida nos últimos cinco anos "por migrantes de outros estados, principalmente da Bahia, das cidades de Itabuna, Ilhéus e Buerarema". De acordo com o documento, a maioria desses migrantes está "incomodando a vida dos moradores locais fazendo um inferno como: ouvir música em alto volume". O aviso diz que foi formado um grupo com 28 pessoas para "dar um basta nessa situação". Eles alegam que fizeram um levantamento e identificaram 34 carros e 22 motos de baianos, que, de acordo com eles, são desordeiros. O grupo afirma também que guarda fotos dessas pessoas. No alerta, os moradores dizem que pretendem "eliminar" essas pessoas, matando os migrantes. A assessoria da Polícia Civil de Santa Catarina disse que não foi registrado Boletim de Ocorrência (B.O) sobre o caso, o que impede que a suposta ameaça seja investigada. (A Tarde)
Concurso de Heliópolis 
Depois de o Poder Executivo azucrinar a Câmara Municipal de Heliópolis, alegando prazo apertado para fazer reformas na Lei que estabelecia as regras do Concurso Público, parece que a SEPROD, da cidade de Alagoinhas, vencedor do certame licitatório, não está nem aí para a questão do tempo. Quase um mês depois da licitação, nada acontece. Só há um aviso de que será um dos próximos concursos da empresa e nada mais. Parece que o desinteresse não é só da maioria dos políticos de plantão no poder. Diga-se de passagem, a empresa foi a única a concorrer. Por conta da demora, boatos de cartas marcadas começam a circular pela cidade. Até telefonemas são feitos em busca de garantir a vaguinha com antecedência. O vereador Mendonça chegou a dizer que sabe que o concurso será fraudado. A vereadora Ana Dalva espera que tudo seja apenas boatos de rua. No fundo, tudo isso é reflexo da insatisfação popular com o prefeito.

sexta-feira, 8 de novembro de 2013

Roubo de banco em Heliópolis?

Material apreendido pelos policiais em poder dos bandidos
O portal da Secretaria de Segurança Pública do Estado da Bahia publicou postagem informando que a Companhia Independente de Policiamento Especializado (Litoral Norte) prendeu nesta madrugada (8), aqui em Heliópolis, quatro homens procedentes de outros estados, com armas e dinamites. Diz o portal que os policiais realizavam rondas nas proximidades de uma agência bancária (sic), quando avistaram um Corsa Sedan preto em atitude suspeita, com três pessoas no seu interior e outro do lado de fora, falando ao celular. Ao realizar a abordagem, a PM prendeu Renato Valentim dos Santos (SP), Gumercindo Barbosa (SP), Fábio Bezerra Pereira (CE) e Sinval da Silva (SE) e flagrou com o grupo dois revólveres calibre 38 (numeração raspada), um pé de cabra, duas bananas de dinamite e várias lanternas. A quadrilha confessou que iria explodir uma agência bancária da cidade de Heliópolis. Os presos e o material apreendido foram encaminhados para a delegacia territorial local. 
A notícia poderia ter sido um alívio para todos nós, mas não há agência bancária em Heliópolis. Temos aqui a Agência dos Correios, que opera o Banco Postal, ligado ao Banco do Brasil, e um cash do Bradesco, além de uma única Lotérica. Ou os ladrões são completamente desinformados ou mentiram para a polícia e a história colou. Não duvidamos ser mais um equívoco administrativo do governo do PT e esperamos que SSP faça a correção para que não entre no rol das notícias criadas para alimentar uma agenda positiva em ano pré-eleitoral, fazendo um contraponto com a estatísticas oficiais que colocam a Bahia entre os estados mais violentos do país. Pode ser que conseguiram mesmo desbaratar uma quadrilha de assaltantes de bancos, mas de outras cidades.

Petrobras tem contrato de 825 milhões de Dólares superfaturado na era Gabrielli

O preferido de Lula na Bahia pode ser atingido por problema nas Petrobrás
A Petrobras fechou, em 2010, um contrato superfaturado de US$ 825,6 milhões com a construtora Odebrecht, para serviços na área de segurança e meio ambiente em dez países, segundo o jornal O Estado de S. Paulo. O acerto incluiu pagamento, na Argentina, de R$ 7,2 milhões pelo aluguel de três máquinas de fotocópias; R$ 3,2 milhões pelo aluguel de um terreno próprio e salário mensal de pedreiro de R$ 22 mil nos Estados Unidos, de acordo com documentos sigilosos da companhia obtidos pela publicação. Ainda em vigor, o contrato, chamado de PAC SMS, foi fechado pela área Internacional durante a gestão de José Sergio Gabrielli, atual secretário de Planejamento do governo baiano. O acerto foi reduzido quase à metade este ano, na administração de Graça Foster. Grande parte dos 8.800 itens apresentavam indícios de irregularidades. O corte interno já realizado, de pelo menos US$ 344 milhões, aconteceu após o crivo de uma auditoria interna da estatal brasileira, que considerou a contratação equivocada e recomendou sua revisão. Mesmo com as alterações, fontes relataram que foram malversadas centenas de milhões de dólares nos 2 anos e meio de vigência do acordo inicial para ativos na Argentina, Estados Unidos, Paraguai, Uruguai, Chile, Colômbia, Bolívia, Equador e Japão, além de Brasil. "Muito dinheiro já tinha sido gasto quando houve o corte, esse foi o problema", disse uma fonte da Petrobras, que pediu para não ter a identidade revelada. A empresa preferiu não comentar o assunto, assim como Gabrielli. Em nota, a Odebrecht "nega veementemente qualquer irregularidade nos contratos firmados com a Petrobrás" e alega que os acertos foram conquistados legitimamente, por meio de concorrências públicas. O Ministério Público Federal do Rio de Janeiro (MPF-RJ) instaurou procedimento investigatório criminal em junho deste ano para apurar infrações em contratos da petrolífera brasileira no exterior, que inclui o acordo com a construtora baiana.

Informações do Bahia Notícias.

quinta-feira, 7 de novembro de 2013

Jacques Wagner é eleitor inapto do PT

Wagner - Inapto no PT
O Partido dos Trabalhadores está mostrando que é incompetente ou os seus principais nomes não estão cumprindo com suas obrigações partidárias . A maior representação do PT na Bahia, o governador Jaques Wagner, não está apto a votar no Processo de Eleições Diretas (PED) do seu partido, marcado para o próximo domingo (10), no qual serão escolhidos os novos dirigentes nacionais, estaduais e municipais. De acordo com informações obtidas pelo Bahia Notícias, os petistas com cargo eletivo, de dirigente e comissionado, tinham o prazo prorrogado até o último dia 30 de outubro para regularizar as pendências partidárias por meio do Sistema de Arrecadação de Contribuição Estatutária (Sace). No total, 620 filiados ocupantes desses cargos não regularizaram a situação, entre eles o governador Wagner e, conforme regimento interno da sigla, todos estão impossibilitados de votar no PED. Ou seja, o próprio governador não estava em dias com o seu próprio partido. Isso é hilário senão trágico. De acordo com decisão da 30ª Reunião da Câmara de Recursos do PT, organizada pela Secretaria Nacional de Organização, a documentação entregue pela direção estadual do PT baiano “deve ser considerada tempestiva, devendo o Sace adotar os encaminhamentos para a regularização destes filiados e filiadas”. “Foi um erro da Executiva Nacional, que não teve tempo operacional para emitir os boletos. Ganhamos um recurso, por unanimidade, e a direção nacional acolheu, mas ainda não teve condições operacionais para emitir os boletos. Nós estamos propondo que façamos daqui, então”, explicou o presidente do PT baiano, Jonas Paulo, que aguarda a decisão. Ou seja, agora vão tentar um jeitinho para corrigir a incompetência administrativa ou o calote de filiados famosos. Entretanto, para o jornalista e candidato a presidente estadual da legenda no estado, Ernesto Marques, que já tinha feito duras críticas ao que chamou de “política deliberada de desorganização do PT”, a direção estadual perdeu o prazo para regularização dos petistas em situação irregular. “Estou vendo agora, com esse fato novo, que a coisa é mais grave do que eu imaginava. Deixar de fora do processo pessoas importantes, até o governador do Estado. O que é isso? É questão de competência”, criticou. Não, meu caro Ernesto, é incompetência elementar. Na nossa região, segundo informações colhidas, em Ribeira do Pombal não houve regularização de chapa e vai ser um alvoroço. Também uma das chapas de Paripiranga não foi registrado candidato a presidente. Em Cícero Dantas, a vereadora Aderian e a deputada Fátima Nunes, que fazem parte de uma chapa, não poderão votar e nem serem votadas. No próximo domingo, 39 mil petistas baianos, dos 93 mil filiados à sigla, estão habilitados a votar no processo eleitoral interno do partido. Um partido que não se organiza, não pode governar um país, um estado, sequer uma cidade.

Antônio Torres: um baiano de Sátiro Dias na Academia Brasileira de Letras

Antonio Torres - de Sátiro Dias
O romancista baiano Antônio Torres, 73, foi eleito na tarde desta quinta-feira (7) como o novo ocupante da cadeira nº 23 da Academia Brasileira de Letras. Na votação, o escritor recebeu 34 dos 36 votos registrados. Vinte acadêmicos compareceram à eleição e outros 16 encaminharam suas escolhas por cartas. Houve três abstenções. Torres assume a vaga deixada pelo jornalista e musicólogo Luiz Paulo Horta, que morreu em 3 de agosto passado. Vai herdar a cadeira que pertenceu a Machado de Assis, primeiro presidente da ABL, cujo patrono é José de Alencar. "É uma responsabilidade", disse Torres à Folha, ao falar sobre a indicação para o lugar já ocupado por Machado de Assis. "Foi uma eleição tão bonita. Transcorreu em um clima tão amigo, cordial. Estou muito feliz. Fizeram uma velha criança sorrir", acrescentou o escritor. Disputando pela terceira vez uma vaga na ABL, o novo integrante disse ter ficado surpreso com a votação expressiva recebida.

Um dos romances do autor
Nascido no município de Sátiro Dias, no interior da Bahia, Torres começou a carreira como repórter do Jornal da Bahia, em Salvador. Aos 20 anos, mudou para São Paulo, onde trabalhou no diário Última Hora. Escreveu seu primeiro romance, "Um Cão Uivando Para a Lua", aos 32 anos. Depois, publicou "Os homens dos pés redondos" (1973) e "Essa Terra" (1976). Sua obra inclui 11 romances, entre os quais o belíssimo Meu Querido Canibal, um livro de contos, o infantil "Minu, o gato azul" (2007), e outro, "Sobre pessoas" (2007), que reúne crônicas, perfis e memórias. Em 2000, Torres já havia sido lembrado pela Academia Brasileira de Letras que o condecorou com o Prêmio Machado de Assis pelo conjunto de sua obra.

Sem Marina, Dilma venceria no 1º truno

         MÁRCIO FALCÃO – da Folha de São Paulo
Marina Silva é a melhor opção de oposição ao PT
A menos de um ano das eleições de 2014, a presidente Dilma Rousseff segue favorita na corrida pelo Palácio do Planalto, segundo pesquisa divulgada nesta quinta-feira (7) pela CNT (Confederação Nacional do Transporte). O levantamento aponta que Dilma, se disputasse a reeleição com o governador de Pernambuco Eduardo Campos (PSB), venceria já no primeiro turno. Se a disputa fosse com a ex-senadora Marina Silva, mais nova filiada ao PSB, haveria chances de segundo turno. Em outubro, após ver a Justiça eleitoral negar o registro de seu partido, Marina se filiou ao PSB, no momento mais surpreendente da disputa até agora. Campos e Marina, no entanto, evitam cravar quem será o candidato à Presidência e adiam a decisão para 2014. Na disputa com Campos em um primeiro turno, Dilma, conforme a pesquisa, tem 43,5% das intenções de voto. O senador Aécio Neves (PSDB-SP) aparece com 19,3% e o socialista registra 9,5%. No cenário com Marina, Dilma tem 40,6% das intenções de voto, a ex-senadora alcança 22,6% e Aécio Neves soma 16,5%. Segundo o levantamento, 20% votariam em branco, nulo ou em nenhum dos candidatos, enquanto 7,8% não sabem ou não responderam. No segundo turno, Dilma teria 45,3% contra 29,1% de Marina. Com Aécio, a petista alcança 46,6% e o tucano 24,2% das intenções. Em outra simulação, Dilma teria 49,2% e Campos 17,5%. Segundo a avaliação do instituto MDA, responsável pela pesquisa encomendada pela CNT, o levantamento indica que não há transferência de voto direta entre Marina e Campos. Os dados mostram que a saída de Marina favorece Dilma, que herdaria 7 pontos percentuais dos votos da ex-senadora. A pesquisa não avalia cenários com o ex-governador José Serra (PSDB), que tenta se viabilizar como candidato do PSDB ao Planalto. O levantamento foi feito entre os dias 31 de outubro e 4 de novembro. Foram ouvidas 2.005 pessoas, em 21 Estados. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais.
ESPONTÂNEA
Na pesquisa espontânea (quando não são apresentados os nomes), a preferência pela presidente Dilma passou de 16% em setembro para 18,9% agora. O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva aparece em segundo, mas oscilou de 9,7% para 7,5%. Aécio Neves que tinha 4,7% passou para 6,7%. Marina Silva passou de 5,8% para 5,6% e Eduardo Campos, de 1,6% para 2,2%. José Serra tinha 1% e passou para 0,6%. Geraldo Alckmin foi de 0,5% para 0,2% e o presidente do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa, de 0,5 para 0,1%.
REJEIÇÃO
Dilma ainda conseguiu reduzir seu índice de rejeição, passando de 41,6% em setembro para 36,5% do atual levantamento. Em contrapartida, aumentou o índice de rejeição de Aécio (36,8% para 38,7%), Marina (30,8% para 33,6%) e Campos (33,5% para 37,3%).
PREFERÊNCIA
O PT continua como o partido que o entrevistado mais quer ver na Presidência em 2014 com 21,5% das intenções. Em setembro, esse índice era de 21,9%. Em seguida, vem o PSDB com 4,5% e depois o PSB com 2,1%. Na sondagem anterior do instituto, quando Marina e Campos não estavam aliados, a presidente Dilma tinha 36,4% das intenções de voto. Marina aparecia em seguida, com 22,4%. Na sequência, estava Aécio Neves (PSDB), que manteve os mesmo 15,2% do levantamento anterior, e Eduardo Campos (PSB), com 5,2% da preferência dos eleitores.

Degolados no dia do casamento

"Até que a morte nos separe", mas só no bolo! (Reprodução/ sideserfcakes.com)
      Tem gente que tem gosto para tudo. O bolo do casamento de Natalie e David Sideserf ganhou a forma das cabeças decepadas dos noivos. Para dar um toque mais "romântico" (ou de humor negro) incluíram a inscrição "até que a morte nos separe". Detalhe: o doce foi feito pela própria noiva, uma especialista em bolos artísticos de Austin, no Estado norte-americano do Texas. Você faria uma excentricidade dessa? (UOL)

terça-feira, 5 de novembro de 2013

Miséria: a infância perdida na lama e no lixo

A história dos meninos cujo cotidiano é catar latas na imundície do Canal do Arruda
Wagner Sarmento e Marina Barbosa – do Jornal do Commercio

Paulinho quase se confunde com os entulhos que tomam conta do Canal do Arruda, numa cena que choca e revolta

Foto: Diego Nigro/JC Imagem

Eles nadam onde nem os peixes se atrevem. De longe, suas cabeças se confundem com os entulhos. Pela falta de quase tudo na terra, mergulham no rio de lixo atrás da sobrevivência. Lá sim tem quase tudo: latinhas, garrafas, papelão, móveis velhos, restos de comida, moscas, animais mortos. Menos dignidade. Lá, no Canal do Arruda, Zona Norte do Recife, o absurdo é rotina. Anfíbios e miseráveis catam sonhos onde o pesadelo é retrato soberano. São três meninos da comunidade Saramandaia, melados até o pescoço da lama do abandono, numa área que o prefeito da capital, Geraldo Julio (PSB), elencou como prioridade de sua gestão e que, até agora, não viu resultados senão promessas. O sol inclemente não intimida. É preciso aproveitar a maré baixa, quando os resíduos se acumulam. A cena choca, intriga, envergonha. Em pleno 2013. Em plena capital pernambucana. Aos olhos de todos. O Canal do Arruda, foz de boa parte do lixo recifense, é a mina de ouro de Paulo Henrique Félix da Silveira, 9 anos; Tauã Manoel da Silva Alves, 10; e Geivson Félix de Oliveira, 12, unidos pelo sangue, pela necessidade e pela indiferença do poder público. Moram em dois barracos na comunidade de Saramandaia, também na Zona Norte, e não hesitam em entrar no fosso. Antes, era só para tomar banho, diversão infantil ocasional. Há mais de ano, passou a ser ganha-pão. Paulinho via as cerca de cem famílias que trabalham com reciclagem na região e decidiu tomar o mesmo caminho. Encontrou seu nicho, o pior de todos, e arrastou os primos. Paulinho, Galego e Geivson, embora exemplos radicais da realidade, não estão sozinhos. De acordo com o perfil dos catadores brasileiros elaborado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), baseado no Censo 2010, 3,6% dos 20.166 pernambucanos que trabalham com reciclagem têm entre 10 e 17 anos. São, oficialmente, só 726 crianças e adolescentes no Estado que tiram seu sustento do lixo. Nas cifras do trabalho infantil em geral, o número sobe para 1.329.229. Na faixa etária dos pequenos catadores de Saramandaia, até 13 anos de idade, há 665.500 pernambucanos trabalhando, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).
O trio se acotovelava entre dejetos mil para catar latas de alumínio e garantir o alimento de duas famílias com, ao todo, 18 pessoas. Nadava em meio a tudo que a cidade vomita. Paulinho, o menor e mais astuto dentro d’água, tapava a boca com veemência. Tinha noção exata do risco que corria. Ainda não sabe ler, mas conhece da vida o suficiente para não deixar entrar uma gota sequer daquela lama de cheiro insuportável e chamariz de doenças. Febre e diarreia são constantes. O lixo lhe cobria o pescoço. A cabeça erguida com dificuldade denunciava que ele estava ali, quase sumindo entre materiais recicláveis, comida descartada, brinquedos quebrados, roupas velhas, sacolas e tudo mais que se possa imaginar. Parecia parte daquilo. Geivson, o mais velho, acompanhava o primo Paulinho na missão inglória e diária. Tauã, chamado por todos pelo apelido de Galego e irmão de Geivson, foi o único que não teve coragem de se embrenhar no meio do canal. Na beira, um pé lá e um pé cá, cumpria sua função na engrenagem do absurdo: recolhia as latas catadas pelos outros dois. Quando precisava ir mais no fundo para pegar algo que caiu, reclamava: “Não quero me sujar”. Juntava tudo em um saco de farinha que é quase de sua altura. O trabalho costuma durar horas, até a maré permitir. Findo o serviço, lavam-se no lado menos poluído do fosso. “Tem que se limpar, né?”, frisa Paulinho, banhado de inocência. À tarde, eles trocam o que cataram num galpão de reciclagem localizado em Saramandaia mesmo. As latas saem tão sujas de lama que nem o depósito aceita. É preciso lavá-las antes. “A gente tira uns R$ 5 por dia”, gaba-se Geivson. Em dia ruim, o esforço rende apenas R$ 1. Paulinho queria comprar biscoitos. Galego e Geivson prometeram entregar o dinheiro à mãe. Invejaram o primo. No rio de lixo, encontram de tudo: bola, carrinhos e bonecas; galinha, cachorro e gado morto. Até jacaré já foi visto pelas cercanias, prova de que o risco vem de todos os lados. Algumas feridas abertas na pele desvelam doenças trazidas pela água suja – Galego tenta esconder com a mão uma dermatite perto da boca; os outros têm pés e canelas cortadas por cacos de vidro. Outras feridas, invisíveis, se revelam numa conversa mais demorada. “Se a vida é assim, fazer o quê? Vai ter que ser. A gente só faz isso porque precisa. Seria bem melhor se não precisasse”, reflete Galego. Achou a resignação no meio do lixo.
Ministério Público do Trabalho vai usar matéria do JC em ação civil pública contra a Prefeitura do Recife
Um dia depois de o Jornal do Commercio denunciar a rotina de três meninos de Saramandaia que catam latas de alumínio em meio ao lixo do Canal do Arruda, na Zona Norte do Recife, o Ministério Público do Trabalho (MPT) anunciou que o caso será anexado como prova numa ação civil pública contra a Prefeitura do Recife. De acordo com a Procuradoria Regional do Trabalho da 6ª Região (PRT6), o município vem falhando na política de combate ao trabalho infantil. Paulo Henrique Félix da Silveira, 9 anos, e os primos Tauã Manoel da Silva Alves, 10, e Geivson Félix de Oliveira, 12, unidos pelo sangue, pela necessidade e pela indiferença do poder público, ignoram os perigos e a imundície do fosso para recolher latinhas e ajudar no sustento de suas famílias. O montante é trocado num galpão de reciclagem próximo. Em dia bom, tiram R$ 5, mas tem vez que o esforço desumano rende apenas R$ 1. É o suficiente para aliviar a fome. Nesta terça (5), uma equipe da Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos vai ao local para verificar a situação das duas famílias. “Vamos checar como estão esses meninos e se podem ser inscritos para receber algum benefício. Queremos fazer um acompanhamento deles”, prometeu a secretária Ana Rita Suassuna. Paulinho, Tauã e Geivson não estão sozinhos. Segundo o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), 726 crianças e adolescentes no Estado tiram seu sustento do lixo. Titular da Coordenadoria de Combate à Exploração do Trabalho de Crianças e Adolescentes (Coordinfância) do MPT, o procurador Leonardo Osório Mendonça disse que a PRT6 cobra da Justiça do Trabalho que obrigue a PCR a adotar políticas públicas que combatam, de fato, o trabalho infantil. “Queremos que o poder público municipal adote medidas de combate à exploração do trabalho infantil e de regularização do trabalho adolescente”, afirmou.

Vem aí mais uma mudança no Ensino Médio!

O Ensino Médio sofre com a baixa qualidade do Ensino Fundamental
Quando algo entra em crise no Brasil, aparecem as mudanças que prometem milagres. Estas propostas, na maioria da vezes, servem apenas para enganar o tempo e não resolver definitivamente a questão. É o empurrar com a barriga. Desta vez é o Ensino Médio. Proposta em tramitação na Câmara dos Deputados determina que os três anos do ensino médio sejam divididos em duas partes: dois anos de currículo comum e um ano em que o aluno poderá escolher entre as áreas humanística, tecnológica e biomédica. A medida está prevista no Projeto de Lei 5115/13, do deputado Izalci (PSDB-DF), e altera a Lei de Diretrizes e Base da Educação (9.394/96). Para o autor, o currículo programático do ensino médio precisa ser revisto para oferecer oportunidades de ênfases distintas ao aluno conforme seus interesses vocacionais.
Além disso, ele propõe que o ensino técnico tenha currículo independente, porém equivalente ao ensino médio. “A Lei de Diretrizes e Bases defronta-se com uma pedagogia conservadora que, por exemplo, resolve determinar a obrigatoriedade de conclusão do ensino médio para a obtenção da Habilitação Profissional de Nível Técnico”, critica Izalci, acrescentando que atualmente os alunos dos cursos técnicos têm uma carga de estudos mais pesada do que os que fazem o acadêmico puro, porque precisam da "educação geral" e, depois, de mais horas de ensino profissionalizante.
Pelo projeto, a educação técnica se destinará aos alunos que completam o ensino fundamental e terá duração mínima de 1.200 horas com currículo próprio e equivalente ao ensino médio, permitindo a continuidade de estudos em nível superior de graduação tecnológica e de mestrado profissional, além de casos excepcionais de doutorado, sempre em áreas afins. O texto estabelece ainda que cabe ao Conselho Nacional de Educação definir as novas diretrizes curriculares do ensino médio e que os de cursos de educação técnica, quando registrados, terão validade nacional. 
O problema do Ensino Médio não é o seu formato. O problema está lá atrás. A municipalização da educação básica foi uma desgraça. Prefeitos que não pagam o piso, prática da politicanalhice com os cargos da área educacional, desvios constantes de verbas, mandonismo, empreguismo, falta de concursos públicos para a área, perseguição política etc,etc,etc. O Ensino Médio está recebendo alunos com deficiências do Ensino Fundamental. Estes são os males que devem ser combatidos. Não há formula perfeita de sucesso quando um destes males se faz presente, imaginem todos eles juntos. Tudo se resume a um só ponto: aplicar corretamente as verba pública da educação. Para isso, devemos construir mais presídios para prender prefeitos corruptos, conselheiros que aprovam contas e vereadores comparsas. Como isso é uma utopia, vamos começar elegendo propostas e não pessoas.

Mesmo condenado, Maluf continua solto

Justiça mantém condenação e Maluf tem direitos políticos suspensos. Decisão confirma sentença de primeira instância, mas ex-prefeito pode recorrer
Paulo Maluf - Já é Doutor e está quase virando herói.
Está longe ainda o tempo em que veremos corrupto ser preso na mesma proporção das prisões dos ladrões de galinha. É mais fácil ganhar na Mega Sena do que conseguir colocar um malversador do dinheiro público na cadeia, mesmo que ele já tenha sido condenado. A única exceção é a do deputado Donadon, que ainda continua com o mandato. Nosso país é o paraíso dos corruptos. Prova disso é que o Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) confirmou na manhã desta segunda, 4,  a condenação que havia sido imposta em 1ª instância ao ex-prefeito de São Paulo, Paulo Maluf (1993-1996), por improbidade administrativa. A Corte manteve suspensão dos direitos políticos de Maluf por 5 anos, mas ele pode recorrer. A sanção só terá validade se a condenação for definitiva, ou seja, transitado em julgado. O ex-prefeito foi condenado pela Justiça da Fazenda Pública, sob a acusação de superfaturamento na construção do Túnel Ayrton Senna, polêmica obra de sua gestão na Prefeitura de São Paulo. Segundo o Ministério Público Estadual, os valores superfaturados abasteceram contas do ex-prefeito na Suíça. Em seu voto, a relatora bate pesado em Maluf. Segundo ela, ao nomear o engenheiro Reynaldo de Barros para ocupar dois cargos simultaneamente – presidente da antiga Empresa Municipal de Urbanização (Emurb) e secretário municipal de Vias Públicas -, o ex-prefeito “obteve um afrouxamento no controle dos pagamentos. Ao menos com culpa por negligência agiu o prefeito”, assinala a relatora. “E certamente se trata de culpa grave, considerando o vulto das cartas de cobrança emitidas pela empresa pública a serem conferidas na Secretaria responsável pela emissão da nota de empenho. Diante da gravidade do ilícito, extensão do dano causado, assim como do proveito patrimonial obtido, não se mostra excessiva a condenação ao ressarcimento integral do dano, pagamento de multa, proibição de contratar com o poder público ou receber benefícios ou incentivos fiscais, suspensão dos direitos políticos por 5 anos.”
Leia a íntegra do voto da relatora do julgamento de Maluf, desembargadora Teresa Ramos Marques
Nesta segunda-feira, a 10ª Câmara de Direito Publico do TJ-SP confirmou a sentença de primeiro grau. A defesa do ex-prefeito informou que vai recorrer da decisão. O valor que Maluf, solidariamente com as empreiteiras CBPO e Constran, deverão devolver ao Tesouro, é calculado em R$ 5,052 milhões, segundo o TJ.
O promotor de Justiça Roberto Livianu disse que vai entrar com recurso denominado embargos de declaração tão logo o acórdão do julgamento seja publicado. Para ele a relatora foi taxativa ao examinar os “meandros da fraude”.
“A desembargadora diz que no entendimento do Superior Tribunal de Justiça basta a culpa para ficar comprovada violação à Lei da Improbidade. Eu acho que ela (relatora) acabou sendo contraditória porque dá a entender que não houve dolo na fraude. Mas, quando ela examina de maneira mais abrangente e afirma que está provado que ele (Maluf) colaborou para a execução de fraude é uma declaração inequívoca de que houve dolo. Pretendo questionar isso nos embargos de declaração. Já estou preparando os embargos. Pedirei à relatora para deixar claro que de fato foi ato doloso.”
Defesa:
Em nota, a defesa ainda garantiu que a condenação não enquadra Maluf na Lei da Ficha Limpa: A decisão tomada hoje pelo Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo não impede que Paulo Maluf participe das próximas eleições. A condenação de suspensão de seus direitos políticos somente tem efeito após o trânsito em julgado da ação de improbidade (após todos os recursos cabíveis). Além disso, essa condenação não enquadra o Deputado na Lei da Ficha Limpa que só poderá ser analisada pela Justiça Eleitoral e não pela justiça estadual.
Eduardo Nobre – Advogado
Patricia Rios – Advogada
Procurada pela reportagem, a empresa Constran informou por meio de nota que vai  recorrer da decisão proferida nesta segunda pelo TJ, por não concordar com o teor da decisão. A empresa ainda afirma que a Constran não pertencia aos atuais acionistas na época dos acontecimentos. A empresa CBPO, que pertence ao grupo Odebrecht, também divulgou nota afirmando não tem praticado nenhuma irregularidade na construção do Túnel Ayrton Senna. Confira abaixo a íntegra do comunicado enviado pela empresa:
A CBPO reafirma não ter praticado qualquer irregularidade na condução do contrato para construção do Túnel Ayrton Senna, ressaltando que todos os valores recebidos correspondem a serviços efetivamente prestados. A acusação do Ministério Público não foi comprovada na perícia realizada por determinação judicial. A empresa reitera que a regularidade do contrato ficará esclarecida ao longo do processo judicial.
De tanto lutar para não ir para a cadeia, Paulo Maluf poderá usar o horário eleitoral para se colocar como vítima de uma orquestração maligna contra ele e, não duvido, conseguirá um novo mandato de Deputado Federal. Não faltam pessoas neste país para acreditar ou para serem levadas a acreditar. Paulo Maluf segue o raciocínio de Padre Vieira: o roubar pouco faz os bandidos. O roubar muito faz os heróis. Maluf está quase lá. Ele até já é chamado de Doutor. Viva o Brasil!

Informações básicas de Fausto Macedo e Mateus Coutinho – do Estadão.

domingo, 3 de novembro de 2013

A segunda vida de Jurandir

                                         Landisvalth Lima
O professor Jurandir escapou da morte para viver a história
Ele foi meu aluno no Colégio Estadual José Dantas de Souza, de 2007 a 2009, e hoje é professor do CETEB – antiga Escola Agrícola de Ribeira do Pombal – via REDA. Está cursando Ciências Contábeis na Faculdade Dom Luís, em Ribeira do Pombal, e ainda faz Licenciatura em Matemática – no sistema EAD – pela FACE, de Salvador. É heliopolense da Fazenda Arrozal, tem 26 anos e o seu nome é Jurandir Souza Gama, que completa neste domingo (03) cinco meses de uma nova vida. No dia 3 de junho deste ano, Jurandir nasceu de novo, literalmente.
Ele seguia de Ribeira do Pombal rumo ao povoado de Boca da Mata em sua moto. Faltava pouco mais de um quilômetro para chegar ao povoado. Dois homens caminhavam pela estrada e estavam dispostos a levar a motocicleta do nosso sobrevivente. Mais tarde, a polícia descobriu a identidade dos bandidos. O que atirou em Jurandir foi o conhecido Raimundinho do Curaçá, de Heliópolis, e seu comparsa era um tal de Paulinho, bandido do estado de Sergipe. Ambos faziam parte do bando de Edvaldo Oliveira Santos, o “Boi”, que resolveu agir na região de Ribeira do Pombal e acabou sendo preso e transferido para Aracaju, dois dias após Jurandir ser baleado.
Mesmo em alta velocidade, Jurandir foi alvejado por dois tiros. Um acertou o seu braço esquerdo e o outro fez um estrago maior. A segunda bala furou os dois pulmões, destruiu parte do fígado e atingiu o baço por inteiro. Mesmo alvejado, Jurandir ainda guiou a moto por uns duzentos metros e só parou porque um veículo fez uma manobra de retorno e ele foi obrigado e jogar a moto num banco de areia. De capacete, ferido, e sendo perseguido pelos dois bandidos, Jurandir ainda encontrou forças para correr cerca de 300 metros até a casa do seu futuro sogro, Toinzinho da Cajarana. Raimundinho do Curaçá chegou a perseguir a vítima até o fundo da casa, mas desistiu.
No mesmo dia, Jurandir foi levado ao hospital Santa Teresa, em Ribeira do Pombal. Só do seu pulmão foram extraídos cerca de três litros de sangue. Ele ainda perdeu o baço. Ninguém imaginava que o professor sobreviveria e preparavam uma UTI para um quadro que seria de piora. A recuperação foi fantástica. Ele só gastou duas bolsas de sangue e recebeu alta dia 12 de junho. E, no dia de finados, estava tomando cerveja comigo e mais alguns amigos no bar de Daniel, no Arrozal. Já são cinco meses de uma nova vida e me dizia isso com uma satisfação inegável, apesar de estar sem o baço, uma espécie de antídoto contra gripe, e sem sua moto nunca encontrada.
Cicatrizes que jamais serão esquecidas
Foi a confissão de Edvaldo Oliveira Santos, o “Boi”, que levou o delegado de Ribeira do Pombal, Dr. Equibér, a prender os criminosos, que foram reconhecidos pelo Jurandir. E para mostrar que nosso professor escapou por um triz da morte, um dos bandidos chegou a dizer ao delegado que Jurandir foi o único que escapou da quadrilha. Eles roubam a moto e não deixam a vítima viva para contar a história. Os bandidos são tão perigosos que a transferência de “Boi” para Aracaju envolveu operação conjunta entre as Polícias Militar e Civil da Bahia e de Sergipe. Edvaldo responde por vários crimes no Estado de Sergipe, e num acordo entre as polícias da Bahia e daquele Estado, juntamente com o aval do Juiz da Vara Crime de Ribeira do Pombal, Dr. Paulo Henrique, foi feita uma mega operação para o translado do criminoso. Inclusive a Secretaria de Segurança Pública de Sergipe disponibilizou um helicóptero do grupamento Tático Aéreo, que chegou a Ribeira do Pombal por volta das 15:30 horas, do dia 5 de junho, pousando no Estádio Municipal.   
Segundo o portal Pombal Alerta, foram mobilizados para o transporte e entrega oficial do preso policiais civis – Dr. Equibér (Delegado), Elisaldo e Gedeon (investigadores), policiais militares locais, do coordenador de Operações Especiais de Sergipe, Dr. Everton Santos, um agente e mais três tripulantes pertencentes ao Grupamento Tático Aéreo do Estado de Sergipe. Ou seja, Jurandir Gama conseguiu escapar de bandidos de alta periculosidade. Durante a operação, o criminoso a todo o momento encarava policiais e profissionais da imprensa, ao mesmo tempo em que sorria demonstrando sinal de frieza e despreocupação com o que estava ocorrendo, segundo relato do Pombal Alerta. É caso para o nosso Jurandir comemorar. Além de estar com ótima saúde e boa capacidade de recuperação, tem muita sorte. Só não sei se ele vai escapar dos baixos salários pagos a professores.

Programação de cinema com bom público no Tijuco

Rita Pinheiro com seus bonecos
José Pereira - o organizador

Desde quinta-feira(31) a programação proposta pelo CINECLUBE FILHOS DO SOL - PONTO DE LEITURA ANTONIO RIBEIRO DA GRAÇA  - ARCA DAS LETRAS MARIA FERREIRA DE ANDRADE e PONTO DE LEITURA DA VIUVEIRA segue firme e com a presença do bom público. O evento é PANORAMA INTERNACIONAL DE COISAS DE CINEMA POR UMA CULTURA INCLUSIVA e tem como objetivo integrar a cultura popular de Heliópolis ao cinema. No povoado Tijuco a programação começou na quinta-feira pela manhã. Pela tarde e pela noite foi a vez do povoado Viuveira. Na sexta-feira (01) houve oficinas com crianças no povoado Massaranduba e, pela noite foi a vez do povoado Serra dos Correias. No sábado de finados, a programação voltou a o povoado Tijuco. Em todos os eventos houve a participação de Rita Pinheiro, artista, educadora e produtora cultural. Também há exibição de filmes durante toda a programação.

A programação segue a partir deste domingo:
Dia 03 de novembro: Comunidade Massaranduba
Exibição de filme na Sala de leitura Maria Pereira
Hora: 19 horas


Dia 04 de Novembro: Exibição de filmes
Comunidade: Massaranduba
Local- Praça da comunidade
Dia 05 de novembro:


Comunidade-: Bairro Santos Dummont – em Heliópolis
19: 00hs Exibição de filmes

Dia 06 de novembro: Cinema no Terreiro de casa
Local: casa de Dona Maria
19:00h exibição de filme

Dia 07 de novembro: 19:00 exibição de filmes
Comunidade Galinha Morta
 


Entrada franca

ORGANIZADORES: José Pereira, José Milton Vital de Castro, Professor Gilberto Jacob, Magnólia Evangelista, grupo Estrela do Arrocha e Raimundo de Benevides.

Apoio: Associação dos Artesãos da Viuveira, Associação Comunitária Cidadania de Massaranduba, Prefeito Ildefonso Fonseca, Colégio Estadual José Dantas de Souza.
Dê um clique nas fotos para ampliá-las.