Exclusivo!

Poço Verde nega título a Lula. E daí?

A cegueira ideológica impede a transformação real da sociedade (foto: porvir.org.) Dizem que o Brasil está tão dividido que é preciso ...

Novidade

sexta-feira, 15 de novembro de 2013

Edmeia Torres completa Chapa 1 e diz estar pronta para a luta

A chapa 1 está completa e já em busca dos votos!
A candidata a presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Heliópolis, Edmeia Cardoso Torres, já resolveu o problema sobre a idade de Rubismara, que seria a secretária de jovens e adolescentes. Com a renúncia de Márcio Serafim de Souza, o Marcinho, da Chapa 3, ele passou a ocupar o cargo e resolveu o problema. Agora é partir para o campo, já que o tempo é pouco. A eleição será dia 16 de dezembro, das 8 às 17 horas, no Colégio Waldir Pires. Três chapas disputam a administração do STRH de Heliópolis para os próximos quatro anos.
Edmeia Cardoso Torres nasceu em 25 de janeiro de 1948 na Fazenda Camboatá, município de Heliópolis-Ba. Casou-se com Joaquim Messias Torres e, em 1972, foi residir com a família no KM 70, distância para a cidade de Altamira, no Pará. Foi lá que ela e o marido iniciaram a trajetória como sindicalistas no Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Altamira. Edmeia participou no Pará de trabalhos voluntários como catequista, formação de grupo de casais, grupo de mães, visitando famílias e socorrendo crianças em risco social e alimentar. Com uma vasta bagagem, retornou à cidade de Heliópolis em 1990 e se associou ao Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Heliópolis, sem abandonar o seu trabalho humanitário. Passou a fazer parte da Pastoral da Criança e virou membro voluntária da Casa da Criança no bairro Santos Dumont.
Como propostas de trabalho como Presidenta do S.T.R. de Heliópolis, a CHAPA 1, liderada por Edmeia Torres quer:
1 – Contratação de Médico, Cirurgião Dentista e Médico-Oculista para atendimento aos associados, de forma gradual e sem comprometer as finanças do sindicato;
2 – Aquisição de veículo próprio;
3 – Busca constante de projeto sociais que tragam melhorias à classe trabalhadora rural;
4 – Formular parcerias e constante diálogo com as associações do município;
5 – Viabilizar cursos para filhos e netos de associados, preparando e conscientizando as gerações futuras de trabalhadores rurais.
Além disso, Edmeia Torres quer manter sempre aberta uma porta de diálogo com os associados com o fim de colher sugestões em busca da melhoria das condições do maior patrimônio do STRH: o trabalhador rural. O incentivo maior de Edmeia para concorrer ao mandato de Presidente do Sindicato é o seu marido Joaquim Torres. Ele está filiado desde novembro de 1990, quando retornou do Pará. Foi presidente do STRH por duas vezes, sendo depois tesoureiro e secretário. Também assumiu o cargo de secretário de finanças da Junta Governativa de 2009. Aposentado, Joaquim Torres é o maior incentivador da esposa, tanto na luta para tirar o STR de Heliópolis da crise como no seu incansável trabalho de voluntária da Pastoral da Criança.