Exclusivo!

Vereador é multado e devolverá mais de 13 mil à Câmara de Heliópolis

Giomar Evangelista recebeu subsídios indevidamente e vai ter que devolver  Bem que ele poderia ficar calado, mas, boquirroto e falastrã...

Novidade

quarta-feira, 16 de outubro de 2013

Heliópolis homenageia seus professores

Joseneide Gonçalves e Dona Valderez
(foto: Jorge Souza)

Flausina, Valdir, Marialda, Josete e Eunira
(foto: Jorge Souza)
A Secretaria Municipal de Educação do município de Heliópolis promoveu nesta terça-feira (15) uma programação toda voltada para o Dia Nacional do Professor, com o apoio da Prefeitura Municipal de Heliópolis, no pátio da Escola Waldir Pires. O evento teve início por volta da 17 horas e só terminou por volta da meia noite. Esta foi a forma que o município idealizou para prestigiar os profissionais que, em sala de aula, ajudam a construir um Brasil melhor. O secretário de Educação, professor José Quelton Almeida, fez a abertura do evento e, em seguida passou a palavra para o Secretário de Administração, Carlos Alberto Fonseca. Logo após, a equipe organizadora convocou os 14 professores relacionados para serem homenageados. Foram convocados ao palco Bernadete Batista Reis, Valderez Carvalho, Maria Eunira, Joseneide Gonçalves, Josete Gonçalves, a professora Carmita, o professor Valdir, além das professoras Lili, Marielza (Pau Ferro), Leda, Mariúce (Velame), Flausina (Ouricuri), Marialda Torres e Dona Zilai. Esta última não pode comparecer para receber a homenagem porque tem frágil saúde e idade avançada. Dona Zilai é uma das mais antigas professoras do município de Heliópolis. A professora Valderez Carvalho falou da importância do trabalho do professor e da satisfação em ver seus ex-alunos progredirem na vida. “Não há satisfação maior para um profissional de educação que ver seus alunos sendo médicos, advogados, professores, engenheiros...”, revelou. Em seguida foi chamado ao palco o professor Valdir, recentemente aposentado em Poço Verde, mas que foi professor por muitos anos em Heliópolis. Valdir lembrou que o Brasil não precisa de reforma política. “O Brasil precisa reformar a educação! Um país necessita de uma educação de qualidade.” E foi bastante aplaudido.
Professor Quelton com homenageados
(foto; Jorge Souza)
Professores marcaram presença
(foto: Jorge Souza)
Zé Mário, Adla, Eugênio, Silvano e Gilberto Alves
(foto: Landisvalth Lima)
Beto Fonseca, Zé Mário e Silvano
(foto: Landisvalth Lima)
Bruno Correia e Silvano
     (foto: Landisvalth Lima)

Del e seu violão
      (foto: Landisvalth Lima)
Depois de homenagearem os professores, o presidente do SINDHELI, professor Gilvândio, falou da necessidade de se prestigiar mais o professor e de o próprio professor tomar consciência da sua condição para evoluir. Em seguida, a organização do evento fez sorteios de uma ferramenta fundamental para um professor: livros. Além dos sorteios, houve farta distribuição de salgadinhos, doces e bebidas, com a animação da dupla Eugênio e Adla, Del e seu violão, Silvano e Zé Mário e Bruno Correia, Até o Secretário de Administração, Beto Fonseca, deu uma palhinha e não decepcionou. Tudo isso com o auxilio sonoplástico de Gilberto Alves, o eterno compositor e cantor de “A moita”. Participaram do evento ainda os vereadores Ronaldo Santana, Zeic Andrade, José Mendonça e demais autoridades. O prefeito municipal, Ildefonso Andrade Fonseca, justificou ausência por estar em reunião na cidade de Salvador. O vice-prefeito Gama Neves também não pode comparecer por estar em Salvador resolvendo questões inadiáveis e a vereadora Ana Dalva mandou comunicar viagem a Aracaju para cuidar de uma emergência de saúde. Todos mandaram representantes. O evento foi agradável e muito concorrido. Merece bis em 2014. (Dê um clique nas fotos para ampliá-las)