Exclusivo!

TCE fará evento no CEJDS

TCE quer alunos praticando cidadania (foto: divulgação)      O Tribunal de Contas do Estado da Bahia – TCE – está desenvolvendo o pr...

Novidade

quinta-feira, 25 de abril de 2013

Polícia de Sergipe apresenta integrante de grupo de extermínio


Envolvimento do capitão Santana com o grupo é descartado.
José Augusto (de camisa azul) teria sido contratado para executar 17 pessoas
(foto: Rede Record)
A Polícia Civil do estado de Sergipe apresentou na manhã desta quarta-feira, 24, o acusado José Augusto Aurelino Batista, 40 anos, preso no município de Paragominas no estado do Pará. José Augusto é acusado de ser o executor das mortes da lista do grupo de extermínio do município de Poço Verde. A polícia também dissociou o envolvimento do capitão Josenildes Rodrigues Santana com o grupo de extermínio.
O grupo de extermínio utilizava duas listas para praticar os homicídios em Poço Verde. A maioria dos integrantes da lista era jovens infratores que tinham envolvimento com tráfico de drogas ou passagem pela polícia por roubos e furtos. O lema do grupo de extermínio era ‘ Ladrão e traficante vai rodar se ficar em Poço Verde’.
Segundo a superintende da Polícia Civil, Katarina Feitosa, a lista das mortes era sempre atualizada. “A maioria das vítimas eram adolescentes infratores e esta lista era sempre atualizada. A polícia abomina grupo de extermínio e colocamos os melhores policiais para investigar o caso e conseguimos prender um dos integrantes”, explica. Para o delegado Everton Santos, as investigações só estão começando. “O acusado preso já era um foragido da justiça por matar um policial militar, sendo condenado a quase 19 anos de prisão. Agora vamos investigar as pessoas que ajudaram a realizar as execuções e ouvir a família das vítimas”. O acusado teria sido contratado para praticar as execuções.
José Augusto foi preso após a Polícia Civil divulgar a foto dele na imprensa em todos os estados brasileiros, sendo reconhecido no Pará. O acusado é apontado pela polícia como o executor dos homicídios em Poço Verde e atuava de forma agressiva, utilizando veículos e motocicletas nas fugas.
Capitão Santana
Durante entrevista coletiva, a delegada Katarina Feitosa afirmou que o capitão reformado da Polícia Militar Josenildes Rodrigues Santana, 60, não tem envolvimento com o grupo de extermínio. “O José Augusto e o capitão são inimigos. Eles possuem desafetos e o capitão não faz parte do grupo de extermínio. O capitão Santana está sendo investigado pela suspeita de ter praticado um homicídio”, explica.
Por Adriana Freitas e Kátia Susanna – do portal INFONET.