Exclusivo!

Polícia Militar faz cerco a veículos irregulares

Sargento PM Cunha palestra no CEJDS (foto: Landisvalth Lima) O comandante do destacamento da Polícia Militar de Heliópolis, Sargento C...

Novidade

quinta-feira, 14 de março de 2013

Suspeitos por explosão em banco de Ibiassucê são presos pela polícia


Dois deles foram baleados em troca de tiros
Da Redação do CORREIO
Portas do Banco do Brasil ficaram destruídas em Ibiassucê
(Foto: Thayná Figueiredo/Brumado Notícias)
Sete pessoas foram presas sob suspeita de participar de uma tentativa de assalto a um banco em Ibiassucê, no sudoeste baiano. O grupo usou dinamite para tentar roubar dinheiro da agência bancária - apesar do estrago causado, não conseguiram, segundo a polícia.  Durante as buscas, a polícia chegou a trocar tiros com os suspeitos e dois foram baleados, mas mesmo assim conseguiram fugir. Segundo informações da delegacia, foram presos cinco homens e duas mulheres. Os dois foragidos são procurados pela região. O crime aconteceu de madrugada e não houve feridos. A agência do Banco do Brasil ficou destruída.
Barra
No oeste baiano, na cidade de Barra, mais um crime audacioso. Um grupo formado por cerca de 15 homens armados dividiu-se em três grupos e atacou de forma simultânea o Banco do Brasil e o Bradesco. Pelo menos seis pessoas foram levadas de refém e já foram liberadas. Os bandidos fugiram em dois carros e levaram reféns em cima do carro e sentados na janela. Os dois bancos ficam na mesma rua, no centro da cidade, e são separadas por cerca de 100 metros, o que facilitou a ação. Enquanto parte da quadrilha rendia os funcionários e clientes nas agências, outra parte ficou nas ruas da cidade atirando para alto.
Seis reféns – quatro funcionários e dois clientes – já foram liberados. O grupo fugiu em direção ao município de Ibotirama. Policias civis, militares, rodoviários e do Comando de Policiamento do Oeste fazem buscas aos assaltantes na região. Antes de fugir, eles queimaram outros três carros usados na ação e abandonaram uma Kombi atravessada em uma ponte que dá acesso à cidade de Ibotirama, para dificultar a perseguição policial. Segundo o diretor Grupo Avançado de Repressão a Crimes Contra Instituições Financeiras (Garcif), delegado Daniel Pinheiro, os modelos ainda não foram identificados. "Estamos em busca dos suspeitos. No momento ainda não dá para dizer nada", diz o delegado sobre a possibilidade de o roubo estar ligado a uma ação criminosa que aconteceu em Muquém de Sâo Francisco, ao sul de Barra, onde um grupo usou dinamite para explodir um caixa eletrônico do Bradesco também nesta quinta-feira. Nessa situação, quatro suspeitos participaram e fugiram em uma pickup. De acordo com o Sindicato dos Bancários, de janeiro até esta quinta-feira (14), 29 ocorrências relacionadas a bancos foram registradas na Bahia. Em 19 delas, caixas eletrônicos foram arrombados ou explodidos. Oito agências foram assaltadas, e nove tentativas foram frustradas.