Exclusivo!

Mais duas mortes trágicas em Heliópolis

Mariza Alves sofria de asma Adriano faleceu em acidente A cidade de Heliópolis tem vivido uma das maiores epidemias de mortes de...

Novidade

quarta-feira, 20 de março de 2013

Dilma ocupa 52 quartos de hotel em Roma

Dilma não quis se hospedar na Embaixada brasileira em Roma

Somente em hotel de luxo, a comitiva da Presidenta gastou mais de R$ 100 mil em diárias para três dias. Luxo da comitiva contrasta com auteridade do Papa Francisco.
Da Redação do CORREIO
A comitiva da presidente Dilma Rousseff não poupou gastos na viagem de 3 dias a Roma para assistir à missa inaugural do papa Francisco, reconhecido por sua austeridade. A celebração ocorreu na madrugada da terça-feira (19), às 5h30 no horário de Brasília. De acordo com informações obtidas pelo jornal Folha de São Paulo, somente no hotel Westin Excelsior, 30 quartos foram reservados para Dilma, quatro ministros, assessores mais próximos e seguranças. Destes, um foi transformado em escritório para a Presidência da República.
A diária da suíte presidencial, segundo a Folha, custa cerca de R$ 7.700. Já o quarto mais barato sai por R$ 910 por dia. Somente em diárias no Westin Excelsior, a comitiva gastou, no mínimo, mais de R$ 100 mil dos cofres públicos.
Outros 22 quartos foram reservadas para a equipe de apoio, em um outro hotel próximo. Para a comitiva também alugou uma frota de 17 veículos: sete carros sedan com motorista, um carro blindado de luxo, quatro vans executivas, um micro-ônibus e um veículo para os seguranças.
Dilma se recusou a ficar na residência oficial da Embaixada brasileira, que fica localizada em um palacete no centro histórico de Roma. De acordo com o ministro de Relações Exteriores, Antônio Patriota, a decisão da presidente de ficar em um hotel foi tomada porque a residência está desocupada. O decreto de remoção de Ricardo Neiva Tavares da União Europeia para a Itália foi publicado somente na última sexta-feira (15) no Diário Oficial.