Exclusivo!

Poço Verde nega título a Lula. E daí?

A cegueira ideológica impede a transformação real da sociedade (foto: porvir.org.) Dizem que o Brasil está tão dividido que é preciso ...

Novidade

terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

Ildinho ainda tem prazo


                                                     Landisvalth Lima
Ildefonso Andrade Fonseca - Prefeito de Heliópolis
Prestes a completar dois meses frente à administração municipal, o prefeito Ildefonso Andrade Fonseca ainda não pode ser colocado numa parede para ser cobrado de nada. É preciso ter calma. É verdade que há setores onde o processo deveria estar bem adiante, mas o tempo está curto. É preciso lembrar que Heliópolis estava parada. Quase nada funcionava e há muitas pendências junto aos dois governos superiores para serem sanadas. Qualquer cobrança que se faça agora é oportunismo político ou desespero. Até fins de março, acredito, haverá tempo suficiente para colocar a casa em ordem e dizer para que veio. Depois disso, se a coisa continuar a passos de tartaruga, aí procuraremos os culpados. Porque teremos argumentos suficientes para dizer que em 90 dias, e após 5 milhões, alguma coisa deveria estar sendo feita. Até lá, Ildinho ainda tem muito prazo.
Aulas só 11 de Março
Professor Quelton Almeida
O Secretário Municipal de Educação, Prof. Quelton Almeida, lamentou não poder iniciar o ano letivo dia 4 de Março. Depois de fazer uma Jornada Pedagógica satisfatória, em contato com a equipe responsável pelos reparos nas escolas, fez todas as contas e percebeu que só poderia iniciar uma semana depois do pretendido. O anúncio foi feito no encerramento da jornada, na última sexta-feira (22). Além dos problemas com as reformas de vários prédios escolares, Quelton está formando com o prefeito municipal a equipe de apoio com as devidas contratações necessárias.
Mestra em Física
Héstia Raíssa (de óculos), ladeada de sua orientadora e de doutores da Banca Avaliadora
A professora Héstia Raíssa, filha do professor Landisvalth Lima e da vereadora Ana Dalva, concluiu o seu Mestrado em Física nesta segunda-feira (25), na Universidade Federal de Sergipe. Héstia apresentou sua Dissertação para uma banca composta por três doutores, 1 de Sergipe (UFS) e 2 de São Paulo (USP) e levou Conceito A. Além da boa notícia, a heliopolense já tomou posse no seu cargo de professora do Instituto Federal de Educação de Paulo Afonso. Para completar um ano de boas realizações, Héstia e seu marido, Augusto Freitas, foram selecionados para o Doutorado em Física da Universidade Federal de Sergipe. A vereadora Ana Dalva, esteve presente o tempo todo, desde a apresentação até o debate. O professor Landisvalth chegou na hora do debate.
Zeic na presidência
Vereador Zeic Andrade
Por conta da apresentação da dissertação de Mestrado de sua filha em Aracaju, a vereadora Ana Dalva não compareceu à sessão desta segunda-feira na Câmara Municipal de Heliópolis. Por conta disso, Zeic Andrade comandou os trabalhos de forma satisfatória, inaugurando sua performance no exercício da presidência. Quem também não compareceu foi o vereador José Clóvis Pereira, por problemas de saúde.
Claudivan X Quelton
Vareador Claudivan
Foi o vereador Claudivan quem roubou a cena da última sessão da câmara. Ele fez críticas severas ao secretário de educação, Prof. Quelton Almeida, acusando-o de não permitir a participação de pessoas, fora do quadro de funcionários, na Jornada Pedagógica, o que o vereador disse ser um absurdo. Ao saber da crítica, Quelton já entrou em contato com a vereadora Ana Dalva, presidente da casa, e agendou o uso da palavra para explicar os motivos.
Giomar, de soslaio!
Quem está fazendo uma estratégia de oposição consciente é o vereador Giomar. Está sempre acompanhado de uma máquina fotográfica e anotando informações. Quando for preciso, cobra do prefeito o errado ou elogia o que está certo. Assim vai justificando o seu mandato e marcando pontos. Enquanto isso, Doriedson fica em silêncio cuidando da saúde e Mendonça, Líder da Oposição, aguarda a hora certa de dar o bote!
Bancada do silêncio
Enquanto a oposição apresenta uma estratégia de ação, os vereadores do prefeito parecem sem ação. Com a ida de Ana Dalva para a presidência, assumindo o perfil de administradora da casa, a bancada do poder virou bancada do silêncio. O despreparo é visível. Há vereador que nem sequer tomou conta de ler o Regimento Interno da casa. Até hoje não se sabe quem é o Líder do Governo. Não há um só documento que comprove a nomeação. Será também que os vereadores do prefeito vão precisar de um tempo?
Por debaixo da porta
Já pode ser contabilizado como trabalho de opositores, não ao prefeito mas a membros do alto escalão da prefeitura. Outros acham que é trabalho de gente do próprio grupo que está sendo “esquecida” pela administração e resolveu dar o troco. Fato é que os panfletos apócrifos que jogaram debaixo das portas, denegrindo Roberto da Farmácia, é coisa típica de covardes e traiçoeiros. O jogo político deve ser aberto. Democracia é falar e ouvir.
E por falar em covardia....
Uma fonte séria, que pediu para não divulgar nomes, mas, se for preciso, comprovará, pediu para que publicasse a seguinte informação. Um vereador, não se sabe se da oposição ou situação, vive a dizer que “quem quiser arranjar as coisas no governo Ildinho, tem que falar mal de Gama Neves- o vice-prefeito – e de Ana Dalva – a presidente da Câmara!”. Se for da oposição, está fazendo seu papel de semear a discórdia. É adepto do “quanto pior, melhor!”. Se for da situação, está dando um tiro no próprio pé. Acho que até no coração!
Novo SINDHELI
Marina Silva na REDE!
Quero acreditar que a nova diretoria do SINDHELI dê um solavanco animador na categoria. Tomara que não seja apenas fuga da escola! Embora nos dois principais cargos da diretoria estejam dois professores que tiveram um comportamento político muito estranho na última eleição, aderindo justamente aos seus detratores, torço para que eles separem o pessoal do coletivo. Não custa lembrar que eles representam uma categoria inteira no bojo das suas responsabilidades. Nunca perdi a fé na melhoria dos servidores públicos e na consolidação do seu sindicato.
Tá na REDE!
O professor Landisvalth Lima está recolhendo assinaturas de apoio à fundação do partido de Marina Silva, #REDE. Basta apenas estar munido do título de eleitor, do nome da mãe e pronto! Não se trata de filiação partidária. É apenas manifestação de apoio. Qualquer pessoa pode manifestar apoio à fundação de um partido. O objetivo é recolher 500 mil assinatura em todo o país. Quando o partido for oficializado, aí teremos a fase de filiação.