Exclusivo!

Polícia Militar faz cerco a veículos irregulares

Sargento PM Cunha palestra no CEJDS (foto: Landisvalth Lima) O comandante do destacamento da Polícia Militar de Heliópolis, Sargento C...

Novidade

terça-feira, 16 de outubro de 2012

Casal é flagrado fazendo sexo na praia e mulher é fotografada nua

   Cenas chocam o público numa sociedade sexualizada e conservadora

      CRISTINA GRILLO – da FOLHA DE SÃO PAULO
Casal é flagrado fazendo sexo na praia de Ipanema,
na manhã desta terça-feira (16) - foto: Yulle Araújo.
Mulher não identificada entra nua na praia
do Flamengo, na zona sul do Rio - foto: 
Alessandro Buzas
      A estudante Yulle Araújo estacionava seu carro na orla da praia de Ipanema, hoje às 6h30, para começar sua corrida matinal, quando uma cena chamou sua atenção - e de vários outras pessoas que faziam sua caminhada matinal. Na areia da praia, a poucos metros do Posto 9, um casal fazia sexo na areia. "Não era nada discreto e as pessoas estavam meio chocadas. Dava para ouvir os ruídos que eles faziam" contou Yulle. A estudante resolveu fazer algumas fotos da cena. "Achei que eles iam parar quando percebessem, mas eu cheguei perto e eles nem ligaram", diz. Na véspera, uma mulher nua havia sido fotografada na praia do Flamengo, uma das mais poluídas na cidade. A mulher não foi identificada, mas seria uma turista alemã de férias na cidade. Uma semana antes, um casal --ele, 19 anos; ela, 23- foi preso em flagrante após denúncia de banhistas, que se queixaram aos guardas municipais dizendo que eles praticavam sexo dentro do mar, na praia do Leme. Os guardas tiveram que entrar na água para prender os dois, que foram autuados por ato obsceno. "Pessoas sempre fizeram sexo nas praias do Rio, isso não aumentou", afirma a antropóloga Mirian Goldenberg, autora de "Tudo o Que Você Não Queria Saber Sobre Sexo", entre outros livros. "Mas agora há celulares que fotografam e a internet que divulga tudo imediatamente", diz. Para a antropóloga, a repercussão de casos como esses mostra o "paradoxo incrível" da sociedade brasileira que, ao mesmo tempo em que é totalmente sexualizada, fica chocada com este tipo de imagem. "Não estou defendendo que as pessoas façam sexo na praia", explica, "mas o que acontece é que um pelado hoje tem a repercussão de 1 milhão."