Exclusivo!

Polícia Militar faz cerco a veículos irregulares

Sargento PM Cunha palestra no CEJDS (foto: Landisvalth Lima) O comandante do destacamento da Polícia Militar de Heliópolis, Sargento C...

Novidade

sábado, 16 de junho de 2012

Landisvalth Lima pode ser o candidato do PPS a prefeito de Heliópolis


Professor Landisvalth (PPS)

Pode ser que antes de conseguir terminar este artigo o mapa político de Heliópolis passe por mudança radical. Não há meio de comunicação que consiga revelar tantas nuances, tantos retratos, tantas tendências que mudam de cor num pouco espaço de tempo. Podem imaginar nuvens ou camaleões, a política de Heliópolis é a prática do que existe de mais sórdido, mais pecaminoso e promíscuo das relações interpessoais. Num pequeno espaço encravado neste duplo nordeste, colocaram as piores espécies de políticos que se tem notícia nesta Bahia de meu Deus. Ao lado destes, provavelmente Deus tentando equilibrar a coisa, vivem uns poucos extraordinários agentes da nossa vida pública.
Não vamos aqui citar nomes. Seria uma injustiça deixar alguém fora da lista. Quem quiser que faça a sua. Os últimos lances acontecidos na politica em Heliópolis é coisa de cinema. Tudo fruto de dupla ou tripla personalidade, da falta de caráter, da ambição, da usura, da incompetência e, principalmente da falta de compromisso com o povo de Heliópolis. Mentem descaradamente uns e outros acreditam na mentira também descaradamente. Mais: não conseguem ver o próprio erro e sempre tem uma pessoa que está errada em seu lugar.
Por consideração aos poucos extraordinários agentes da nossa vida pública, o professor Landisvalth Lima, cansado de pedir ao PPS, DEM, PR e PMDB que lancem uma chapa comum e partam para o pleito, vai lançar seu nome nesta terça-feira, na convenção do PPS, para concorrer como candidato a prefeito do partido. Mas ele deixa claro: “Ana Dalva é o nome melhor e ainda temos Gama Neves, mas os dois estão esperando o impossível. Os caciques da política de Heliópolis não estão pensando em Heliópolis. A questão aqui é quem dá mais e não quem é o melhor, o mais preparado ou o mais justo. Se Gama quiser continuar indo em busca do cálice prometido, o problema é dele. Lembro que em Heliópolis todos os que foram atrás dos adversários perderam os aliados mais próximos.”, disse.
Landisvalth Lima também não está poupando nem mesmo Ana Dalva. “Ela construiu seu nome ao lado do povo. Ela só deve ouvir o seu eleitorado fiel. Muitos destes caciques que querem que ela seja vice ou que ela apenas apoie só fizeram contribuir para a situação de miséria em que Heliópolis se encontra hoje. A atuação de Ana Dalva como vereadora foi a coisa mais importante na construção da História de Heliópolis e ela não pode se dar ao luxo de aceitar qualquer acordo. Ou é para transformar ou vamos seguir nosso caminho. Deixe que o povo sabe decidir na hora certa. Acho que ela está demorando demais. Já era hora de definir sua candidatura, já que Gama Neves parece que parou no tempo e está com os ouvidos fechados para a verdade. Se ela não definir, terça-feira sou candidato!”, concluiu.
     Camaleão
Até agora ninguém entendeu o que aconteceu com o Ildinho Fonseca entre a reunião na casa de Dãozinho do Arrozal e o dia seguinte. No Arrozal lançou a chapa Gama-Adilson. No outro dia era candidato. Segundo ele, uma pesquisa foi o que o fez mudar de ideia e aceitar ser o candidato a prefeito das oposições. Vale dizer que Ildinho foi lançado pelo professor Landisvalth Lima como pré-candidato, com Ana Dalva na vice, e ele disse que não era candidato e que apoiava Gama Neves. Após decidir ser candidato realmente, houve um novo anúncio informando que havia uma adesão do PSC ao PCdoB. Por detrás desta adesão estava Roberto da Farmácia.
     Nota de quinze reais
Quem imaginava que tudo estava caminhando para uma solução quebrou a cara. Pura ilusão. Moeda falsa. O empresário Celso Oliveira voltou ao ninho do PCdoB e jogou os nomes políticos de Aroaldo Barbosa, Adilson e Adelson na lata do lixo da incoerência. E agora? Sabendo que Celso é quem vai indicar o vice do prefeito, Adilson vai aceitar? Aroaldo vai voltar para a Secretaria de Infraestrutura? Vai apoiar aqueles que, segundo ele, não administram Heliópolis e apenas fazem crescer o patrimônio pessoal?
     Sorvete no verão
Com os últimos lances espetaculares dos políticos de Heliópolis, um partido perde feio: o PT. Virou sorvete em pleno verão, e fora do congelador. Se a vice do PCdoB será indicada por Celso, não restará mais nada a não ser a reeleição do vereador Renilson (PT), o que está muito difícil. Haveria uma solução: o apoio de vereador ao Tiago Andrade (PTN), numa chapa de vereança da oposição. O PT não elegeria ninguém, mas a sigla continuaria na câmara, e bem acompanhada de um N.
     Retirada
Em resposta aos últimos acontecimentos, o PPS de Heliópolis retira todas as propostas apresentadas como alternativa para composição de uma chapa das oposições. Mantém apenas, até terça-feira, o acordo com o DEM. Espera o partido que haja uma coligação envolvendo PPS, DEM, PR e PMDB e não participará mais de reuniões. O objetivo é não aumentar o valor dos passes dos políticos oportunistas. Se o DEM recuar, o professor Landisvalth Lima será candidato a prefeito.
     Candidatura de protesto
O PRB está lançando o nome do professor Gilberto Jacó como candidato de protesto nas eleições de outubro. A candidatura é mais um racha na base do PCdoB. Este blog desafia o PRB a manter a candidatura de Gilberto Jacó até o fim.