Exclusivo!

Presidente do OAB-SP critica lentidão da Justiça

'Temos juízes com férias de 60 dias e outros que não trabalham de segunda e sexta', diz presidente da OAB-SP sobre lentidão da Just...

Novidade

domingo, 4 de março de 2012

Presidente do PMDB é acusado de pagar por notícias em RO

     O presidente do PMDB, senador Valdir Raupp, é acusado de ser coautor de um esquema que, segundo o Ministério Público, desviou cerca de R$ 10,2 milhões, em valores atualizados, do governo de Rondônia para grupos de comunicação do Estado em troca de apoio político. A informação é da reportagem de Fernando Mello, Felipe Seligman e Rubens Valente, publicada na Folha deste domingo. A Folha teve acesso às mais de 2.900 páginas do processo, que serão divulgadas a partir de hoje no projeto "Folha Transparência". Na época das irregularidades apontadas pelo Ministério Público, Raupp era governador de Rondônia (1995-1999). Ele assumiu a direção do PMDB após a eleição de Michel Temer a vice-presidente da República, em 2010. Raupp está no Senado há nove anos e seu atual mandato expira em 2019. O processo foi incluído na semana passada na pauta do Supremo Tribunal Federal. Cabe ao presidente do Supremo, Cezar Peluso, a decisão de colocá-lo em julgamento. Raupp negou ter liderado suposto esquema. "Quando tomei conhecimento da notícia dos desvios, determinei imediata instauração do procedimento. Houve punição dos envolvidos", disse o senador. Fato é que há uma relação promíscua entre setores da comunicação com os políticos. Ou os próprios políticos são proprietários de sistemas de comunicação ou empresários deste setor são cooptados, de alguma maneira, com boas e raras exceções, para prestarem serviços pouco republicanos. Quem quase sempre paga a conta é o enganado, ou seja: o povo.