Exclusivo!

Polícia Militar faz cerco a veículos irregulares

Sargento PM Cunha palestra no CEJDS (foto: Landisvalth Lima) O comandante do destacamento da Polícia Militar de Heliópolis, Sargento C...

Novidade

terça-feira, 15 de novembro de 2011

Chuva afasta manifestantes contra corrupção


 MARIANA SCHREIBER – FOLHA DE SÃO PAULO
     Com uma chuva persistente em São Paulo nesta terça-feira (15) poucas pessoas foram até a avenida Paulista para protestar contra a corrupção. Cerca de 200 pessoas, segundo estimativa da Polícia Militar, se reuniram embaixo do vão livre do Masp, de onde saiu uma passeata, por volta das 14h30. Os manifestantes andaram em direção à rua da Consolação, depois retornaram novamente ao Masp, encerrando o ato uma hora depois. A marcha interditou duas faixas da avenida Paulista e complicou um pouco o trânsito no local. Enquanto os manifestantes estavam sob o vão livre, muitos carros que viam o grupo de pessoas fazia um buzinaço em apoio à marcha.
     Um dos organizadores, o administrador Aleksandro Alencar, lamentou que a chuva tenha diminuído a mobilização das pessoas, mas diz que o movimento não acaba hoje. Uma nova marcha deve ser marcada para 9 de dezembro, Dia Internacional contra a Corrupção. "O movimento tem um objetivo claro, que é gritar contra a corrupção e buscar leis que diminuam essa prática", disse. Eles querem o fim do foro privilegiado, que permite que autoridades sejam julgadas diretamente em instâncias superiores da Justiça. Além disso, reivindicam que a corrupção seja considerada crime hediondo, tendo sua pena elevada. Os manifestantes defendem ainda a Lei da Ficha Limpa, cuja constitucionalidade está sendo analisada pelo STF (Supremo Tribunal Federal).
     BRASÍLIA
     Em Brasília, a chuva também atrapalhou a mobilização pela "Marcha contra a Corrupção", que reuniu apenas cerca de 30 manifestantes na capital federal, quando eram esperadas milhares pessoas como tem ocorrido nas recentes mobilizações pela causa. No feriado de 12 de outubro, 20.000 participaram da marcha em Brasília e 2.000 em São Paulo. Havia protestos previstos para ao menos 37 cidades nesta terça-feira. Simultaneamente à marcha contra a corrupção, um grupo de seguidores do candomblé também sem reuniu sob o vão livre do Masp para um protesto contra discriminação religiosa. Por volta das 14h10, mesmo debaixo de chuva, cerca de 200 manifestantes desceram a avenida Paulista, em direção à Consolação.