Exclusivo!

TCE fará evento no CEJDS

TCE quer alunos praticando cidadania (foto: divulgação)      O Tribunal de Contas do Estado da Bahia – TCE – está desenvolvendo o pr...

Novidade

terça-feira, 23 de agosto de 2011

Negromonte liberou verba para prefeitura de sua mulher

Levantamento feito no Sistema de Convênios do governo federal comprova a liberação pelo Ministério das Cidades de R$ 1,035 milhão, nos últimos dois meses, para o município de Glória (BA). A prefeita de Glória é Ena Wilma, mulher do ministro Mário Negromonte (foto). O caso foi revelado na sexta-feira pela revista Época.
Do total, R$ 975 mil foram liberados no dia 5 de agosto e destinados à construção de ciclovia e pista de cooper. Os demais R$ 160 mil saíram no dia 6 de julho, para a elaboração do plano diretor participativo da cidade. Glória tem 15 mil habitantes.
A assessoria de imprensa do Ministério das Cidades informou que os contratos referentes a essas emendas datam de 2009, quando Negromonte exercia o mandato de deputado federal. A assessoria não considerou que o dinheiro só foi liberado depois da posse do ministro. "Para o município de Glória, foram liberados recursos, da mesma forma como os que foram liberados para mais de mil municípios do Brasil, durante a gestão do ministro Mário Negromonte", explicou a assessoria do ministro.
"Assim também, o município de Glória foi atingido com o cancelamento de R$ 3 milhões de reais, cumprindo decreto presidencial, que cancelou os recursos de todos os municípios, com obras não iniciadas, com emendas de 2007 e 2008, o que também ocorreu durante a gestão do ministro Mário Negromonte."
Em nota, Negromonte rebateu também reportagem da revista Veja, que o acusa de ter oferecido propina de R$ 30 mil a deputados do PP para tentar manter o controle do partido. Na nota, ele negou ter usado as dependências do ministério para o pagamento de "mesada" aos parlamentares. Segundo Veja, o ministro estaria tentando ganhar força dentro do PP com o pagamento de mensalão a deputados da legenda. A disputa interna de Negromonte é com a ala do PP aliada ao ex-ministro Márcio Fortes.
As informações são do jornal A TARDE e de O Estado de S. Paulo.