Exclusivo!

Lula aposta no convencimento da mentira

Novidade

domingo, 24 de julho de 2011

Para ex-prefeito, operação foi uma “bandidagem”

O ex-prefeito de Carinhanha, no Vale do São Francisco, Geraldo Pereira Costa (PSDB), negou neste sábado (23) que tenha sido preso na operação conjunta de combate a venda ilegal de carvão na Bahia. O ex-gestor afirmou que a ação realizada pelas secretarias estaduais da Segurança Pública (SSP), do Meio Ambiente (Sema) e com apoio do Ministério Público Estadual (MPE), do Ibama e da Polícia Rodoviária Federal (PRF) foi um ato de "bandidagem”. “Isso não foi uma operação, foi uma bandidagem. Eles entraram em minha casa, quebraram tudo, pegaram o cofre, com tudo que tinha dentro. Meu sogro, de 92 anos, eles quase mataram, quebraram a porta com o velho lá dentro e fizeram ameaças para ele dizer onde estava o dinheiro e os documentos”, criticou. Em entrevista ao Brumado Notícias, o tucano acusou os responsáveis pelas buscas de praticar “terrorismo”. “Essa é uma ação de um país desmoralizado, onde você entra na casa de um cidadão, sem falar nada e faz um terrorismo desse, para mim, não existe bandido pior do que esse não”, disse. Costa afirmou que já tomou providências sobre o acontecido. “Estão me acusando de um crime, mas, o único crime que cometi foi entrar na política, não devo nada a Justiça. O que eles fizeram aqui assustou toda a cidade. Sou inocente e vou procurar os meus direitos”, garantiu.
Informações do Bahia Notícias e do Brumado Notícias.