Exclusivo!

Rede com nova direção na Bahia

Os novos dirigentes da Rede na Bahia (foto: Landisvalth Lima) O partido Rede Sustentabilidade elegeu neste domingo (10) a sua nova com...

Novidade

sexta-feira, 15 de julho de 2011

Lula defende investigação no Ministério dos Transportes

O ex-presidente Lula afirmou nesta sexta-feira (15) que aprovou a substituição de Alfredo Nascimento no Ministério dos Transportes, uma indicação pessoal sua, pelo baiano Paulo Sérgio Passos, então secretário-executivo da pasta. “É importante lembrar que o ministro dos Transportes do ano passado era o companheiro que assumiu agora e que entrou em março de 2004”, afirmou o ex-líder nacional, após participar de congresso da União Geral dos Trabalhadores (UGT) em São Paulo. Para ele, as denúncias devem ser investigadas. “Na medida em que tem uma denúncia, não importa de quando foi a denúncia. O que importa é que elas [pessoas envolvidas] sejam investigadas porque, se a pessoa for inocente, terão de publicar que ela é inocente. Se forem culpadas, pagarão por isso”, opinou. A turbulência dentro do ministério, ao que parece, ainda está longe de ter um fim. Nesta quinta (14), através de nota à imprensa, a pasta informou que o novo ministro decidiu afastar temporariamente do cargo o diretor executivo do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (Dnit), José Henrique Sadok de Sá. Informou ainda que foi constituída uma Comissão de Processo Administrativo Disciplinar para apurar as denúncias veiculadas na imprensa. De acordo com reportagem publicada no jornal O Estado de São Paulo, a mulher do ex-diretor do Dnit já ganhou R$ 18 milhões em obras, em valores relativos a projetos em rodovias federais entre 2006 e 2011.
DIRETOR INTERINO DO DNIT É AFASTADO
O diretor-executivo do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), José Henrique Sadok de Sá, que estava no cargo de forma interina após o afastamento de Luiz Antônio Pagot, também foi obrigado a deixar o cargo. Seu afastamento se deve à matéria publicada no jornal Estado de S. Paulo, que revelou que a Construtora Araújo Ltda, de Ana Paula Batista Araújo, mulher de Sadok, conseguiu lucrar R$ 18 milhões em contratos com o órgão para tocar obras em rodovias federais entre 2006 e 2011.
Informações do Bahia Notícias.