Exclusivo!

TCE fará evento no CEJDS

TCE quer alunos praticando cidadania (foto: divulgação)      O Tribunal de Contas do Estado da Bahia – TCE – está desenvolvendo o pr...

Novidade

domingo, 26 de junho de 2011

Ivete Sangalo está encrencada!


O processo movido contra a cantora Ivete Sangalo pelo seu ex-baterista Antônio da Silva, conhecido como Toinho Batera, que se arrasta na Justiça desde janeiro ganhou novos capítulos na última semana. Toinho Batera alega que Ivete obrigou os músicos de sua banda a abrirem uma empresa para não ter que contratá-los formalmente. Agora, ele pede indenização de R$ 5 milhões por danos trabalhistas. O caso corria em segredo de Justiça até a semana passada. Mas, a 18ª Vara do Trabalho de Salvador retirou o direito ao sigilo do processo na quarta-feira (15), trazendo a público a série de determinações impostas desde janeiro. Em 16 de fevereiro, a Receita Federal abriu investigação contra a Banda do Bem, a empresa dos músicos que tocam com Ivete, “para verificação de possíveis indícios de irregularidade fiscal”. Em junho, a juíza do caso, Lucyenne Veiga, determinou quebra de sigilo bancário da empresa e mandou a agência do Bradesco em que a empresa tinha sua conta informar quem a abriu, quem a administra e como é sua movimentação financeira, “com máxima urgência”, entre outras medidas. A defesa do baterista, autor da ação, afirma que a Banda do Bem não passa de “fachada”. “Estamos querendo provar que Ivete mandou abrir a empresa para não ter que registrar os músicos e pagar mais impostos”, diz o advogado Willer Tomaz. Informações da Folha de São Paulo e do portal BAHIA NOTÍCIAS.