Exclusivo!

Mais duas mortes trágicas em Heliópolis

Mariza Alves sofria de asma Adriano faleceu em acidente A cidade de Heliópolis tem vivido uma das maiores epidemias de mortes de...

Novidade

sábado, 23 de abril de 2011

Veículos do assalto em Adustina encontrados queimados

Foram encontrados nesta sexta-feira, 22, os veículos usados na operação do assalto ao Banco do Brasil de Adustina a 330Km de Salvador. Os assaltantes fugiram na madrugada de quinta-feira em direção a cidade de Sítio do Quinto - BA.
Os assaltantes estavam em quatro veículos, dois deles foram encontrados queimados juntos com os dois caixas eletrônico na estrada vicinal da comunidade Serrinha, a 28 Km de Sítio do Quinto.
Segundo um morador da região, o mesmo percebeu as chamas de incêndio e um imenso clarão na estrada. Eram os veículos que estavam sendo queimados por volta das 18:30Hs, afirmou um agricultor que não quis se identificar. A ação dos bandidos foi rápida e em poucos minutos só sobraram os destroços. No local foram encontrados os caixas eletrônicos do BB de Adustina, cordas, cobertores e dois veículos totalmente destruídos pelo bando. Os dois veículos eram um carro modelo Strada placa HMO 3670, de Ribeira do Pombal, e uma Montana placa IAN 5764 de Simão Dias-SE.
Na última noite de quinta-feria, 21, a quadrilha causou pânico nas comunidades rurais de Sítio do Quinto. Um cidadão conhecido como Nenga teve seu veiculo Gol de cor vermelha tomado de assalto nas proximidades de Cascalheira. Após roubar o veículo, um dos assaltantes efetuou três disparos de arma de fogo. Um deles atingindo o ombro da vítima que logo foi encaminhada ao Hospital Santa Tereza na cidade de Ribeira do Pombal. As informações dão conta de que Nenga passa bem e já está em sua residência repousando.
Na mesma noite, a Polícia recuperou o veículo modelo Saveiro placa MBH-0793 de Itapema-SC. O carro foi usado na fuga dos bandidos que assaltaram o BB de Adustina quando passavam no povoado Rasinho, distrito de Sítio do Quinto. O veículo pertencia ao Sr. Zé Augusto Mariano. Ainda não há pistas sobre o paradeiro da quadrilha. O que se sabe é que eles continuam solto pelo interior esbanjando terror e medo às pessoas.
(Fonte e foto: www.minutonoticias.blogspot.com, do Carlino Souza)